Seja o Empresário da sua Ideia – Natanael Oliveira

28/02/2015

seja o empresário da sua ideiaO maior golpe de sorte do autor deste livro foi perder o emprego:
entenda por quê.
Você provavelmente conhece alguém que esteja insatisfeito com o trabalho: um parente, um amigo ou até mesmo alguém que está no seu escritório agora.
E pensar em salário não ajuda muito: a maioria das pessoas se preocupa se vai conseguir fazer o dinheiro chegar até o fim do mês. Enquanto vendem seu tempo e seu talento para as empresas vão perdendo todas as ideias e o potencial que possuem. A maioria dos trabalhadores acaba pensando em tudo que poderia ter feito ao longo da vida, e anestesiando os próprios sonhos enquanto suas ideias vão pelo ralo. Você já parou para se perguntar se está realizando tudo o que poderia profissionalmente?
Quebre esse ciclo e descubra como se tornar empresário com um investimento inicial baixíssimo e atinja seu potencial. Natanael Oliveira, grande expoente do marketing digital, dá o caminho das pedras para abrir seu negócio e começar a lucrar em pouco tempo. Descubra que você tem muito a oferecer e a ganhar!
Conquiste a liberdade aplicando seu conhecimento, conquiste clientes, venda suas ideias e mude sua vida. Esse é o seu momento!
- Empreenda com investimento próximo de zero
- Conquiste clientes
- Domine a comunicação para melhorar suas vendas
- Faça suas ideias gerarem dinheiro

“Este livro apresenta estratégias e conceitos com a história de diversos empreendedores que conseguiram transformar seus status de profissionais frustrados para o de empresários realizados.” (pág. 12)

Como meta pessoal de 2015, resolvi que dentro da minha lista de leituras deveriam entrar alguns gêneros um pouco esquecidos por mim em meu atual vício de romances New Adults. Livros voltados para negócios, marketing e administração precisariam encontrar um espaço – e consequentemente aparecer por aqui também, já que também é interessante dividir opinião de livros diferentes. E foi por esse motivo que Seja o empresário da sua ideia entrou na minha lista de leituras.

Falar de um livro de negócios é tão complicado quanto falar de um livro de autoajuda. Sim, porque eu penso que cada um que pegar o livro para a leitura vai ter uma impressão diferente. E no caso do livro do Natanael Oliveira, eu penso que eu não poderia estar mais certa. Porque a minha relação com o livro não foi uma coisa única. Durante alguns momentos da leitura eu me vi perdida entre um livro prático e um livro com um pouco de mais do mesmo. Em outros momentos, encontrei tópicos incríveis e que me fizeram refletir e querer colocar em prática.

O início me pareceu um tanto enrolado – muitos momentos em que o ‘explico melhor mais tarde’ ou ‘volto a falar disso mais a frente’ me deixaram a beira de ficar entediada com a leitura e pensar em desistir. Mas eu pensei, se o cara conseguiu tudo o que conseguiu alguma coisa ele deve ter para dizer... E ele tem, já que encontrei algumas dicas interessantes e que com certeza procurarei saber um pouco mais a respeito.

“Concentre-se em sua corrida. Nela, as regras são diferentes, a pista é diferente, tudo é diferente. Lembre-se: você não pode levar um carro de fórmula 1 para correr em uma pista de gelo.” (pág. 25)

Mas algumas coisas me incomodaram no livro. Uma delas começa já na primeira linha dessa postagem. Na sinopse diz que perder o emprego foi o maior golpe de sorte do autor. No meu entendimento, pedir demissão não é perder o emprego... É uma decisão do empregado e não do empregador. Se ela é bem pensada e analisada ou se ela é tomada por impulso isso é uma outra história. Então me dizer que perder o emprego foi um golpe de sorte foi o mesmo que me dizer “ok, estou desempregado mas isso foi uma coisa boa”, quando na verdade o que aconteceu foi “não estou contente e preciso mudar, então vou pedir demissão e arriscar”.

O que não quer dizer que a atitude não tenha valor. Não é isso. Mas a questão toda durante boa parte do livro é como algumas coisas são colocadas e isso, de modo geral me remeteu a vários livros de autoajuda onde encontramos muitas promessas, muita enrolação e no final, muito pouca coisa realmente prática e isso foi um dos pontos negativos do livro.

“Não importa quanto você seja bom, algumas empresas jamais vão lhe pagar o que você merece.” (pág. 30)

Mas o livro tem seus pontos bons. Natanael fala em marketing digital e eu realmente acredito que é uma área que ainda tem muito o que crescer. A internet pode ser um mundo tão maior do que já é, e pode sim te trazer muito mais retorno do que você possa imaginar. E para isso, basta você saber como utilizar as ferramentas ao seu favor. O lance de se tornar uma autoridade no assunto (no caso o assunto que você deseja seguir) é muito interessante, ainda mais que ele faz refletir que muitos momentos pensar no micro (subnichos) pode ser melhor do que pensar no macro... Deixa eu dar um exemplo do próprio livro:

“Em vez de você tentar se tornar um especialista em marketing digital de maneira genérica, pode se transformar em um expert em ações de marketing digital para academias.” (pág. 77)

Natanael tem talento e certamente é bem sucedido, já que está onde chegou. Mesmo que em alguns momentos eu tenha sentido que tudo ficou parecendo que é tão fácil, tão sem grandes custos e tão ilusório, eu também senti que é possível sim chegar ao ponto que se quer e que isso não é um bicho de sete cabeças como muitos pintam. Seja o empresário da sua ideia me deixou um pouco divida e eu realmente não sei onde terminam os fatos e começam os golpes de sorte, mas no final das contas, acredito que é tudo parte do mesmo pacote e mais, de nada vale a sorte se você não tiver uma boa ideia do que fazer com ela.licavargas

Romântica incurável com um toque de Drama Queen. Sonhadora, teimosa e viciada em livros, afinal, se você não pode cair no mundo, viva através dos personagens! Criadora do blog Amores e Livros, ainda acredita que um dia será paga para ler! Facebook / Twitter / Instagram

Que tal conferir também...

11 comentários

  1. É um gênero meio auto-ajuda esse, mas parece ser muito bom.
    Sempre é bom saber de pessoas que passaram por momentos difíceis e conseguiram dar a volta por cima e ainda escrevem para ajudar outras pessoas como ela.[
    Gostei do tema e fiquei interessada em ler.

    http://lisos-somos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oiii
    Não sou muito chegada a livros do gênero, mais essa resenha prendeu minha atenção
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  3. Amiga primeiramente devo dizer que sua resenha ficou muito bem escrita, mas eu não sou chegada nesse tipo de leitura, embora tem alguns titulos da editora que me agrada bastante, mas no tipo auto ajuda que nos dá um toque e tudo mais. Eu já não curtiria ler algo desse gênero, pois me daria sono rs
    Mas mesmo assim gostei de tudo que você abordou e fico feliz que tenha sido bastante proveitoso pra vc. Também preciso dar uma mudada nos meus gêneros de leitura, porque ultimamente ando ficando muito nos romances -.-

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/03/the-book-jar-parte-3.html

    ResponderExcluir
  4. Oiee
    Lica, não curto esse tipo de leitura :(
    Sua resenha esta muito bem escrita, e que bom que foi proveitoso pra você.

    Beijos e sucesso sempre

    http://paraisodasideas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Infelizmente esse tipo de livro não me atrai, mas quem gosta e ler a sua resenha, com certeza vai ficar morrendo de vontade de ler.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Oii,
    Esse tipo de leitura eu não faço pq não me agrada... rs
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Lica!
    Preciso também voltar a ler livros mais técnicos, digamos assim e preferia que fosse mais voltado para minha área de formação que é psicologia.
    Concordo com você em alguns aspectos como, resenhar um livro desse tipo é bem complicado, a visão dos leitores com toda certeza será bem diferenciada. E tem razão quando diz que pedir demissão não é perder o emprego, porque foi por vontade própria. Acredito que ele já tinha novas perspectivas.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  8. Oi Lica!
    Não gosto desse tipo de livro exatamente pelo que você disse, muito blablabla, muita enrolação, pra no final não nos ajudar em quase nada, porque eles realmente não te dão dicas valiosas. ODEIO livros que ficam com essa "mais a frente falamos sobre isso"! Eu quero saber e quero saber AGORA, ou você não teria tocado no assunto e, muitas vezes, o livro nem fala mais daquele assunto, é irritante.
    Passo longe desses livros na livraria ! T_T
    Beijos

    http://lumartinho.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Sinceramente, não faz meu estilo. Não chego nem perto desses livros, não tenho interesse e nem a sinopse prende minha atenção, dá até preguiça de ler, mas tem gente que gosta e acho legal o blog resenhar diversos estilos de livros e atender a todos os gostos.

    ResponderExcluir
  10. Não é um livro que sou adaptada a ler ,que dizer , tenho uma cerca preguiça ,kkk ,eu tenho que começar a ler esse tipo de livro , sou muito privada e adoro um romance . mas vou colocar na minha lista de leitura para me ver se consigo ter interesse em ler . Mas admiro muito esse blog por essa diversidade de variar nas resenhas dos livros .

    ResponderExcluir
  11. O livro parece ser bem interessante, mas não é o tipo de livro que eu gosto muito de ler. Esse ano eu também estou tentando começar a ler novos gêneros (também estou viciada em NA hahaha), mas acho que eu não iria gostar muito desse livro :/
    Beijos!

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras