Encrenca - Non Pratt

22/10/2016

Quando o colégio inteiro descobre que Hannah Sheppard está grávida, ela tem um verdadeiro colapso. E quem está ao seu lado é Aaron Tyler, um aluno novo e o único garoto que não parece ter segundas intenções em relação a ela. Desejando compensar seus erros do passado, Aaron toma uma difícil decisão: ele se oferece para fingir ser o pai do bebê. E, temendo revelar quem é o verdadeiro pai, Hannah aceita.
Encrenca é a história de dois jovens que estendem a mão um para o outro quando todas as demais pessoas parecem lhes dar as costas. Em um período marcado por perdas, arrependimentos e esperança, os dois vão descobrir que nada se compara a encontrar o seu primeiro melhor amigo de verdade.

Este livro inteligente, por vezes comovente, por vezes engraçado, mostra que crescer pode ser complicado, mas é assim que se descobre o que realmente importa na vida.

Encrenca entrou na minha lista por conta da capa. Achei ela tão fofa que algo me dizia que eu precisava ler o livro. Então, é claro que ele entrou na lista. Eu não sabia muito sobre o enredo, e nem procurei saber demais para poder ter algumas surpresas. Não esperava um livro com tanto sentimento, com tantas dúvidas e questões fortes em uma narrativa tão leve, com momentos tão engraçados - e isso é o melhor do livro de Non Pratt.

Hannah tem uma certa fama na escola. Ela é considerada uma garota fácil e no fundo não vê tanto problema nisso, afinal, ela é conhecida e na adolescência algumas coisas são melhores do que você passar em branco pela multidão. Pelo menos isso até ela descobrir que está grávida. E agora, o que fazer? Como seguir em frente? E o pior de tudo, como contar quem é o pai?

"Eu tinha a resposta planejada, só que a médica fez a pergunta errada. Ela não perguntou o que eu iria fazer. Perguntou o que eu queria fazer. E para essa pergunta eu não tinha uma resposta.
Então falei a verdade. Eu queria ter a criança.
Merda.
E agora?"

Aaron é um aluno novo no colégio. Ele acabou de se mudar e também é filho do professor (ou do novo diretor? Desculpa, não lembro mas isso não é o mais importante). Ele tem uma carga, um segredo que ele trás que é o motivo de sua mudança de escola, mas que ninguém pode imaginar o que é - e nem o como ele se sente muito mais culpado por tudo o que aconteceu.

Os dois acabam se encontrando algumas vezes, seja nas festas fora do horário de aula, na escola ou então no asilo - onde a vó de Hannah está e onde Aaron faz trabalho voluntário e visita um senhor muito fechado, emburrado e estranho mas cheio de lições e conversas interessantes. É assim que os dois acabam passando mais tempo juntos e Aaron resolve que irá ajudar Hannah em seu maior problema... Ela teme em revelar que é o pai da criança e quando ele diz que irá fingir que ele é o responsável, ela aceita. 


Pela premissa, dá para se imaginar que vai surgir um romance e que o improvável casal acabará feliz para sempre. O que eu mais gostei é que a autora não levou para esse lado. Quer dizer, os dois acabam descobrindo a força que precisam um no outro. Hannah acaba ajudando Aaron tanto quanto ele a ajuda, e até existe um certo amor entre os dois, existem uns momentos de ciúmes, principalmente quando Aaron descobre quem é o pai do bebê. Mas eles tem algo muito mais forte, eles se tornam melhores amigos, eles são o apoio que o outro precisa.

Eu não imaginava o que Aaron escondia, e juro que pelo tamanho de sua dor e sua culpa achei que era algo muito mais tenebroso. Eu pensei em algumas possibilidades de quem fosse o pai do bebê de Hannah mas nunca que eu poderia adivinhar - e fiquei mais do que chocada com a revelação. Não pelo fato de quem é mas pela forma como tudo aconteceu, pelos sentimentos dela e pela irresponsabilidade de um garoto que era considerado por todos o mais perfeito dos adolescentes. Encrenca nos mostra que por mais que um adolescente faça as coisas esperadas, que se comporte como responsável, ele ainda é um adolescente e não está livre de erros, de atitudes erradas e coisas assim.

Outro ponto mais do que positivo são os personagens secundários do livro. A avó de Hannah é completamente apaixonante - e deixa todos com vontade de ter uma vó como ela. É com ela que Hannah conta, muito mais do que com sua mãe - primeiro por ter uma ligação melhor com a vó, segundo porque a mãe da Hannah não sabe como lidar direito com a situação - que melhora um pouco quando Aaron assume o papel de pai, mas que desanda novamente quando a verdade vem a tona. O senhor que Aaron visita, Neville, também é interessante e é com ele que Aaron consegue se abrir um pouco e também colocar as coisas em perspectivas.

O livro é todo marcado por perdas e arrependimentos, mas não só isso, ele mostra como encontrar a esperança e como a cura vem de uma verdadeira amizade. É uma história que toca nas dores de ser adolescentes e ter que resolver questões importantes como seguir ou não com uma gravidez indesejada, contar quem é o pai (principalmente quando essa revelação é ainda mais marcante) e seguir em frente com uma culpa que devora mais e mais a cada dia. Ao mesmo tempo, Non Pratt consegue entregar um texto leve, cheio de fofuras e momentos engraçados. É tudo tão equilibrado que a gente sofre com as questões dos personagens, mas torce e percebe o quanto os dois se dão bem juntos, e o quanto um é o que o outro precisa - no momento em que ambos acreditavam não ter - ou não merecer - mais uma chance.

"Viver é que me deixa exausto. Às vezes preciso de todas as minhas forças para sobreviver a mais um dia, e o de hoje foi muito difícil.
Talvez porque, pela primeira vez em seis meses, eu não queria ficar sozinho."

Encrenca é narrado pelos dois personagens principais, intercalando o ponto de vista e isso fez com que fosse uma ótima leitura. Tem vários pontos interessantes a serem pensados e discutidos. Para mim, o maior deles é tentar encontrar seu lugar no mundo quando tudo o que você vê são rótulos e como o poder de uma grande e verdadeira amizade muda tudo em sua vida. Foi uma leitura gostosa de fazer, com um ritmo envolvente e leve de seguir em que a gente torce para que tudo dê certo para os personagens enquanto se apega e se apaixona mais a cada página por eles. Mas ao final, fiquei com a sensação de que estava com o livro cortado pois ele termina de um modo que me fez pensar que não poderia ser assim a última página. Essa é minha única crítica... A vontade de que o livro tivesse seguido alguns parágrafos, ou que contasse com um epílogo, mesmo que curto. Mas isso pode ser coisa minha e pode também ser a vontade de não dizer adeus aos personagens, sabe? Até porque esse final não fez com que eu gostasse menos de tudo o que tinha lido até ali... Fiquei feliz em ter dado uma chance ao livro, e acredito que você possa encontrar muitos pontos positivos se der uma chance. É uma história encantadora e cheia de reflexões, que vale muito a pena.

Romântica incurável com um toque de Drama Queen. Sonhadora, teimosa e viciada em livros, afinal, se você não pode cair no mundo, viva através dos personagens! Criadora do blog Amores e Livros, ainda acredita que um dia será paga para ler! Facebook / Twitter / Instagram

Que tal conferir também...

27 comentários

  1. Olá Lica,
    Já ouvi falar desse livro por alto e não sabia que ele era tão profundo assim. Gostei de saber que Aaron está disposto a assumir o filho de Hannah, mas que, nem por isso, a história foi envergada para o fato de que passam a se amar e ficam juntos pelo resto da vida.
    Outro ponto bacana foi eles irem ao asilo e você nem desconfiar qual era o segredo de Aaron. É uma pena que o final tenha te dado essa sensação.
    Anotei a dica e espero ler muito em breve.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  2. Fiquei surpresa com o romance. Também iria compra-lo pela capa, pois é linda.
    Mas a história tem todo um diferencial muito bom. Arrependimentos, perdas sempre nos trazem boas tramas.
    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  3. Nossa, que história interessante!
    Adoro livros que tem essa dinâmica de narração, onde duas pessoas o fazem.
    Acho mais gostoso de se ler.
    Chato o fato de ter te deixado com essa necessidade de alguns parágrafos a mais... É bem chato quando acontece isso...

    #Ana

    https://literakaos.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Não conhecia a obra, mas já quero ler.
    Adorei a premissa, gosto de enredos que envolvam perdas, arrependimentos e amizade.
    O envolvimento entre Hannah e Aaron parece ser muito mais profundo do que parece, e o fato de ambos se ajudarem no momento em que mais precisam desperta ainda mais meu interesse.
    Ótima resenha.
    Beijos.

    Li
    Literalizando Sonhos

    ResponderExcluir
  5. O enredo, mesmo parecendo partir de algo bem comum, parece desenrolar de forma a fazer a história crescer a cada página. As revelações e surpresas é sempre um bom fator pra segurar o leitor. Quanto ao final, às vezes também me sinto assim, mas estou aprendendo a digerir a vontade suprema do autor. rsrs Adorei a resenha.

    *☆* Atraentemente *☆*

    ResponderExcluir
  6. Sua resenha está muito boa! Se tiver oportunidade quero ler esse livro para acompanhar o desenrolar da história entre a Hannah e o Aaron. O envolvimento entre eles e os sentimentos desenvolvidos na trama me cativaram.

    Bjs,
    http://contosdacabana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Sua resenha está muito boa! Se tiver oportunidade quero ler esse livro para acompanhar o desenrolar da história entre a Hannah e o Aaron. O envolvimento entre eles e os sentimentos desenvolvidos na trama me cativaram.

    Bjs,
    http://contosdacabana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oie!!!
    Gente como eu não conhecia esse livro?
    Amei a sua resenha, a capa me conquistou também e minha nossa... já o quero.
    Parabéns por essa resenha incrível.

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  9. Olá. Acho que eu não compraria esse livro pela capa como você kkk Eu não gostei dela kkkk. Mas gostei da história, até porque gosto muito de livros com grávidas e bebes. A temática é parecida com o livro azeitona do Bruno Miranda, msd o contexto não é o mesmo. Espero poder ler algum dia. Beijos

    ResponderExcluir
  10. Gostei muito da premissa, a historia parece ser divertida e comovente mesmo, e gosto muito dessa mistura.

    Beijos

    Viviana

    ResponderExcluir
  11. Oiii Lica, tudo bem?
    Menina eu tenho devida curiosidade em realizar a leitura dessa obra, por causa do tem abordado no qual não compro muitos livros assim e parabéns pela resenha, ficou um arraso querida
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  12. Olá, Lica.
    A capa foi a primeira coisa que me chamou a atenção nesse livro, depois, a premissa. Fiquei curiosa em relação ao que o Aaron esconde.
    Acho que é importante tratar da temática da gravidez na adolescência e ajuda muito que isso seja feito de uma forma descontraída, sem parecer que está dando um sermão.
    Outro ponto que achei bom também foi a narrativa ser intercalada, porque assim podemos ter as duas visões da história.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  13. Eu ainda não li o livro mas já achei a premissa bem interessante e a leitura parece ser gostosa e rápida. Achei muito legal saber sobre os personagens secundários e acredito que eu gostaria da leitura. A capa é bem diferente mas tem um certo charme, é bem bonita.

    ResponderExcluir
  14. Que fofa e purpurinada essa resenha. Adorei. E o meu mostro curioso ja ficou sedento para descobrir quem e o pai do bebe, kkkkkkkk Nunca tinha ouvido falar desse livro, mas concordo com você. Que capa mais fofa. Adoro personagens secundários apaixonantes, eles sempre fazem a narrativa mais gostosa e fluida, você fica torcendo para o seu secundário favorito entrar em cena só pra você ler um pouco dele. E só de ter ponto de vista masculino me deixa mais feliz. não sei o motivo, mas adoro pontos de vista masculinos :)

    ResponderExcluir
  15. Também quis ler esse livro inicialmente por causa da capa, mas acabei me surpreendendo bastante com o que encontrei. Ao contrário de você, descobri rapidinho quem era o pai, e isso ao mesmo tempo me deixou indignada e me partiu o coração, mas não me fez gostar menos da leitura. Gostei muito da presença da amizade no enredo, e me apaixonei profundamente pelo Aaron, além de admirar muito a força da Hannah e suas escolhas. Eu acharia ótimo se tivéssemos um pouco mais, ao menos um epílogo, acho que você está certa.

    ResponderExcluir
  16. Apesar da carga emocional pesada que esse livro parece ter, ele também parece ter uma história tão fofinha entre os adolescentes que fiquei com vontade ler, inclusive porque adoro livros em que a narrativa acontece de vários pontos de vista. Só fiquei preocupada com a questão do final parecer meio aberto como você comentou, faltando um epílogo, pois eu realmente gosto de finais totalmente fechados e não de quando sobram ganchos para outros livros ou questões mal resolvidas ou explicadas :/

    ResponderExcluir
  17. Oiee ^^
    Eu também fiquei com cara de boba quando descobri quem era o pai. Tive muitas hipóteses, mas passei longe...haha' Adorei os personagens, e achei o final tão lindo que precisei ler duas, três vezes antes de fechar o livro, pois já estava com saudades da história.
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  18. Olá tudo bem ?
    Bom não conhecia o livro, mas já me identifiquei logo de cara, pois também fui mãe na adolescência. A história parece ser muito cativante e envolver o leitor de uma certa maneira aponto de esquecer que existe um mundo do lado de fora. Achei bacana o fato dele ajuda ela com esse assunto, por que não é qualquer um que faria isso não. Amo narração intercalada, pois posso vê o ponto de vista dos personagens diante de uma mesma situação. Ao contrario de você não achei a capa tão fofa assim, poderia ser mais elabora, mas é aquele ditado nunca julgue um livro pela capa. Beijos!

    ResponderExcluir
  19. Obrigadaaaaa!
    Eu estava louca para ler esse livro mas tinha me esquecido totalmente, não me lembrava do nome.
    Amo e premissa desse livro, já vou colocar aqui no skoob para não me esquecer.
    ótima resenha, so aumentou minha vontade de lê-lo. <3 <3

    Beijoos!

    ResponderExcluir
  20. Também gostei que a autora não forçou um romance entre eles, tipo daqueles que surgem do nada. Gosto quando as coisas se desenrolam de forma natural. E a trama é muito fofinha, mesmo com o drama de gravidez na adolescência e todo mundo julgando e tal.
    beijo
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  21. Olá, acho bem interessante o enredo dessa obra, já faz tempo que quero ler, mas ainda preciso adquirir meu exemplar. Adorei a resenha.

    Abraços

    ResponderExcluir
  22. Olá!
    Eu também fiquei muito curiosa sobre esse livro desde que o vi pela primeira vez, e saber que foi uma leitura que excedeu as expectativas, além de ser cheia de sentimento, me deixou com mais vontade ainda. Adorei a dica!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  23. Olá Aline, nossa quero ler demais esse livro, eu engravidei com 16 anos, mas quando as pessoas tentavam me julgar eu bem colava elas no lugar delas fazendo o favor de destacar bem os defeitos de cada uma kkkk acho que daria um livro. Quero muito ler e saber o que vai acontecer, dica anotada. Bjkas

    ResponderExcluir
  24. Olá, esse livro não me chamaria atenção pela capa mas a sua resenha me deu uma vontade imensa de ler ele, parece ter de tudo um pouco, drama, romance, superação, um toquezinho de mistério, os personagens realmente parecem ser apaixonantes e eu quero muito conhecer eles.

    ResponderExcluir
  25. Oi, Lica!
    O livro tem uma premissa bem legal, conflitos adolescentes é sempre um tema válido, mas no momento estou buscando outros tipos de leituras, então acho que esse é um livro que não lerei imediatamente, talvez se tiver oportunidade mais para frente e ficar curiosa com a narrativa em dê uma chance ao livro. Gostei bastante de sua resenha! :)

    Beijos,

    Rafa [ blog - Fascinada por Histórias]

    ResponderExcluir
  26. Ai que fofura de livro. A gente acaba muitas vezes julgando este tipo de coisa facilmente mas não sabe como é que se passa na cabeça das pessoas e de quem passa por este tipo de situação e quando encontra um amigo é muito mais fácil. A capa é simples mas chama a atenção e achei a sua resenha super completa!

    Beijos,

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.blogandolivros.com

    ResponderExcluir
  27. Sua resenha empolgada realmente conseguiu transmitir para seus leitores o quanto você gostou da leitura e da história. Já li algumas resenhas sobre esse livro e todos conseguiram tirar bons ensinamentos de esperança e amizade. Além de elogiarem a narrativa e os personagens.

    Parabéns pela leitura. Beijos
    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras