Os números do amor II - Dez Formas de fazer um coração se derreter

01/10/2016


Olá pessoal!!! Tudo bem por aí? 
Bom, eu espero que sim.
Para adoçar e ao mesmo tempo encantar o fim de semana de vocês eu trouxe a resenha de um livro maravilhoso. Dez formas de fazer um coração se derreter é o segundo livro da trilogia “Os números do amor” de Sarah McLean, a resenha do primeiro você encontra Aqui!


"Isabel Townsend não é exatamente o que se espera da filha de um conde. Apesar de ter a pele delicada e de saber se portar como uma dama quando necessário, a jovem também monta a cavalo, conserta telhados, administra a propriedade e cria o irmão caçula desde que a mãe faleceu – tudo isso sem despertar a menor suspeita de que não há um homem sequer para cuidar de sua família.
Para o pai dela, que só queria se divertir e gastar dinheiro em jogatinas, pouco importava o que ela fizesse. Porém, quando ele morre, Isabel se vê sem recursos e precisa defender os direitos do irmão, ameaçados pela chegada iminente de um tutor. Assim, não lhe resta saída senão vender sua coleção de estátuas de mármore, o único bem que herdou.
Para sorte sua, um especialista em antiguidades acaba de chegar ao condado. Inteligente e sensual, lorde Nicholas St. John é um solteiro convicto que deixou Londres para se livrar das jovens que passaram a persegui-lo desde que foi eleito um dos melhores partidos da cidade.
Em poucos dias, fica claro para Nick que Isabel é a mulher mais obstinada e misteriosa – além da mais interessante – que já cruzou seu caminho. Ao mesmo tempo, ao conhecê-lo melhor, a independente Isabel percebe que há homens em que vale a pena confiar. Enquanto eles põem de lado suas antigas convicções, seus corações se abrem para dar uma chance ao amor."

Bom, em primeiro lugar, devo ressaltar que assim como no primeiro e provavelmente no terceiro, o livro traz uma lista que se relaciona com a história. No caso de Callie, a protagonista do primeiro livro, era uma lista (feita por ela) de coisas que ela queria fazer quebrando as regras da sociedade. No segundo livro, a lista está em uma revista, que por sua vez é praticamente a causa dos rolos todos da história. Pois é, quando a tal revista “Pérolas&Peliças” resolve listar os lordes londrinos disponíveis, e Nicholas St. John vê seu nome no meio, ele pira. As mulheres não param de persegui-lo, com sorrisos bestas e papos sem fundamentos. Ele começa a pensar em uma viagem para fazer quando seu amigo pede para que ele rastreie a irmã que fugiu, ele aceita, lógico, e parte na companhia do amigo Rock para uma cidadezinha chamada Yorkshire.

Enquanto isso em Yorkshire...
Isabel é filha de um conde que já a vendeu inúmeras vezes em suas noites de jogos, ao passo que ela mora sozinha com o irmão de dez anos. Sozinha, sem nenhum homem na casa que pudesse protege-los. Porém, há uma grande curiosidade na propriedade de Isabel, propriedade essa que elas apelidaram de “Casa de Minerva”. Olha só o que significa Minerva:
Minerva era a deusa grega das artes, comércio, magia, medicina, poesia, sabedoria e tecelagem.

Uma mulher de várias facetas certo? Pois é, por isso que a casa ganhou esse nome. Quando Isabel se viu sozinha, sem ninguém para proteger a casa, ela e o irmão, Jane apareceu em sua porta, com hematomas e machucados. Ela a acolheu e fez dela um lacaio. Com o tempo muitas outras moças que sofriam qualquer tipo de violência ou até mesmo engravidavam fora de um casamento procuravam a casa de Minerva para se protegerem. Cada uma delas exercia uma função importante ali, e na presença de visitantes, vestiam-se de homens, pois para a época era inaceitável uma casa sem um homem, um patriarca, um protetor ou até mesmo empregados homens. Por esse motivo, tudo era bem escondido debaixo do nome do pequeno conde de dez anos.

Acontece que Isabel recebe a notícia de que seu pai morreu sem deixar-lhes nada. E então ela se vê sem recursos para continuar sustentando a casa, justamente quando mais uma moça desamparada aparece em sua porta. Como vocês leram na sinopse, a solução que ela encontra é vender suas estátuas de mármore. Agora, só precisa de alguém que as avalie, e por pura obra do destino ela está mexendo em papéis em cima de sua mesa e se depara com a 'Perolas&Peliças'.

Dá uma olhada:

"[...] Ela abriu a revista e avaliou a descrição de lorde Nicholas St. John, o primeiro dos lordes londrinos disponíveis citados na publicação. [...] 
- 'Lorde Nicholas é um verdadeiro modelo de masculinidade. Bonito e charmoso com uma aura de mistério que faz leques e cílios balançarem. E os olhos, cara leitora! Tão azuis!'. Me diga por que esta revista é tão edificante? [...]
[...]- Isabel?- Lara se inclinou para frente a fim de ver o que havia capturado a atenção da prima. - O que foi?
Ao ouvir a pergunta urgente, Isabel levantou a cabeça.
- Lara você tem razão.
-Eu tenho?
-Essa revista boba é um sinal! - Lara ficou confusa.
-É?
-É! - Exclamou Isabel, parando de ler esticando a mão para pegar uma folha de papel em branco para escrever sua carta. [...]"

O que chamou tanto a atenção de Isabel, não foi a descrição de Nick, e sim uma das habilidades dele que fora citada no texto. Ele era especialista em esculturas, e era exatamente disso que ela estava precisando. Como ele já está na pequena cidade, isso é meio caminho andado. O jeito encantador e desastroso como se encontraram eu não posso contar, vocês terão que ler para saber. O negócio é que para Nick, Isabel é uma caixinha de surpresa, totalmente diferente das mulheres com quem está acostumado, e para Isabel, ele é muito mais do que a revista descreveu.

Numa trama impossível de largar, os dois se veem cada vez mais atraídos um pelo outro, mas alguns segredos impedem que eles se abram totalmente um para o outro. Bom, até certo ponto pelo menos. A verdade é dita de toda forma. Se não ficou claro antes, que fique aqui, a garota que fugiu de Londres (por motivos que vocês descobrirão lendo) e que Nick está rastreando, é a mesma que apareceu recentemente na porta de Isabel. Nick foi avaliar as esculturas na casas de Minerva sem saber de nada, mas seu faro de detetive sondava confusão e mistério ali. O desenrolar do enredo é incrivelmente surpreendente e real, te prende do início ao fim, fazendo parecer que o livro é curto.

Falando um pouco agora do sentimento que surge entre os dois, é muito fofo ver isso começar de forma tímida e ir se mostrando algo enoooorme, em proporções que eles não podiam medir. Ele tinha traumas, tanto de infância quanto de sua vivência adulta, com mulheres e amores. Sua mãe abandonou seu pai que sofreu por ela até o fim, isso quem leu o primeiro livro sabe. Mas, tem mais algumas coisinhas sobre Nick a serem reveladas. Isabel passou por quase a mesma coisa, porém, seu pai foi o carrasco da história, abandonando ela, sua mãe e seu irmão ainda bebê. Contudo, todo mundo tem a chance de mudar sua história, sua visão do amor. Com eles não poderia ser diferente.

" [...]- Basta dizer que a ideia de um casamento como o deles nunca me atraiu.- Ele assentiu uma vez, bem devagar, como se entendesse.
-Nem todo casamento é como o deles.
-Talvez. - Concordou Isabel, baixinho, antes de olhar de novo para dentro do copo vazio. - Suponho que o senhor tenha uma família fantástica, calorosa e cheia de amor. Provavelmente nasceu de um casamento feliz.- Nick deu uma risadinha ao ouvir isso, o que fez despertar a curiosidade de Isabel.
 - Isso não podia estar mais longe da verdade - disse ele, mas não seguiu em frente. Em vez disso mudou de assunto: - Mas então você está vendendo a coleção. [...]
[...] Olhou dentro dos olhos dele e tentou, com a força do pensamento, fazer com que ele se aproximasse - que repetisse os atos da tarde. Nick podia ler seus pensamento, Isabel sabia disso. Ela viu a centelha de satisfação masculina no olhar dele conforme ele absorvia o desejo dela... porém ela não se importava. Contando que ele a beijasse. [...] O toque suave pareceu estimulá-lo a prosseguir, e Isabel suspirou quando ele encostou os lábios nos dela... sendo tomada por uma mistura de prazer e alívio.[...]"

Como dá pra ver, é lindo como se apaixonam sem perceber. Maaaas, Lara, prima de Isabel não fica para trás nessa história. Ela e Rock, o amigo de Nick, também acabam se envolvendo e se apaixonando. Em suma, os acontecimentos são muuuito mais do que eu poderia escrever aqui.

Sarah McLean sempre surpreende. Agora, como Nicholas descobre que a garota está na casa, como ele descobre que todos ali são mulheres, tirando o pequeno conde, e como Isabel acaba em um baile (loga história gente, sério) isso ai, vocês terão que ler para saber, Hahahah. Lembrando que o próximo livro será a história de Juliana, a irmã dos gêmeos, Nicholas e Gabriel. Não consigo esperar!!! Só me resta torcer para que não demore.


Então queridos leitores, espero que tenham gostado e se apaixonado pela história lindíssima história de Nick e Isabel. Me contem o que acharam nos comentários e até a próxima resenha!!!
Beijinhos!!!

"As pessoas mais felizes não têm as melhores coisas. Elas sabem fazer o melhor das oportunidades que aparecem em seus caminhos."- Clarice Lispector

Que tal conferir também...

18 comentários

  1. Oi, tudo bom?
    Amei a resenha do livro, amo romances de época e a historia dos dois parece ser muito linda, espero poder começar a ler a trilogia em breve.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  2. ANA!
    Amo romances do tipo e aqui, como tem dois romances, deve ser ainda melhor.
    Sem contar com a pitada de mistério que permeia a história.
    Quero demais ler.
    “A sabedoria é um adorno na prosperidade e um refúgio na adversidade.” (Aristóteles)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de OUTUBRO com 3 livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  3. A resenha está ótima!!! Esta trilogia é uma delícia, amo essa autora, a Sarah é genial, seus personagens são super carismáticos e as histórias envolvem a gente, nos fazendo torcer e nos emocionar. A Isabel é forte e obstinada e é a minha personagem feminina favorita desta série. A Arqueiro está de parabéns porque todas as capas estão lindas.

    ResponderExcluir
  4. Ainda não li o primeiro livro, mas tenho intenção essa série parece ser muito boa. Mas que coincidência e tanto a garota que Nicholas procura ir parar na casa de Isabel. Gostei de saber que o romance entre Isabel e Nicholas surge aos poucos e vai crescendo nada daquele vapt vupt rs. Gostei da protagonista, pois é uma mulher destemida e de grande coração que ajuda outras pessoas.

    ResponderExcluir
  5. Ameeeeei a resenha e mal posso esperar para ler. Ainda nao li o primeiro mas as suas resenhas me deixam sempre na vontade. Adoro romances de epoca e esse parece ser taaaaao lindo *.*

    Amei amei. Beijos

    ResponderExcluir
  6. eu adoro romances e esse está na minha lista que esta gigante para poder ler o mais breve possivel

    ResponderExcluir
  7. Olá ♥
    Estou doida para ler esses livros, por que as capas são maravilhosas. A premissa é muito instigante. Gostei de saber que a autora sempre surpreende.Parece que a história te enlaça de uma certa maneira que você não consegue para de ler. Gostei das frases que você destacou me deixou mais sedenta para conhecer um pouco mais da trama. Parabéns pela resenha ♥

    ResponderExcluir
  8. Olá Ana,
    Ainda não li o primeiro livro dessa trilogia, mas tenho muita curiosidade, pois os personagens parecem ser muito bem construídos. Gostei de saber que o sentimento entre os mocinhos começa de uma forma leve. Não acho legal aqueles acontecimentos que são rápidos, sabe?
    A personagem me pareceu ser bem perspicaz e saber muito o que quer e gostei disso.
    Vou anotar a dica, com certeza.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  9. Moça, por que você faz isso comigo? Com esses quotes que você separou eu fiquei me mordendo pra conhecer essa série, e a outra também. A história parece ser bem dramática, e não me lembro se foi aqui ou em outro blog se li a primeira resenha. Estarei acompanhando a próxima.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Fiquei super interessado nessa trilogia, mais precisamente por esse livro. Tem um ótimo enredo, cheio de detalhes que dão um certo charme à trama. Quando estava lendo nem imaginei que a moça seria a tal desaparecida. rsrs Ótima dica.

    *☆* Atraentemente *☆*

    ResponderExcluir
  11. Sou louca por romances de época e essa série já se tornou a minha preferida. Eu li o rpimeiro volume e logo me encantei com a escrita da autora e a trama. Estou muito curiosa para ler esse segundo volume, assim que ele chegar por aqui vai furar a fila de leitura porque eu não me aguento de curiosidade. Sua resenha me deixou ainda mais ansiosa para ler e eu já sei que vou me apaixonar.

    ResponderExcluir
  12. É incrível como esse tipo de leitura é viciante!
    Antes eu não queria arriscar em uma leitura como esta, por medo de ficar desmotivada e abandonar o livro, (algo que eu realmente detesto fazer!) mas a partir do momento que eu me dei a oportunidade de ler um romance de época, eu não consegui parar mais!
    Ótima resenha, com toda a certeza esse livro está na minha meta de leitura! ^^

    ResponderExcluir
  13. Já faz algum tempo que ando de olho nesse livro. Enquanto não o tenho em mãos, vou lendo as resenhas e comentários sobre ele. Gostei da sua resenha.

    ResponderExcluir
  14. Oii, tudo bom?
    Eu amo romance de época e estou louca para ler essa trilogia, desda resenha do primeiro livro que o blog posto coloquei os livros na minha lista de leitura, mas infelizmente não tive tempo para tentar ler nem o primeiro. Mas esse quotes ali?! Adorei, não vejo a hora de ler. E outra coisa que me chama a atenção são as capas que definitivamente estão lindas! Adorei a resenha, beijos

    ResponderExcluir
  15. Olá!
    Estou morrendo de vontade de ler essa trilogia porque simplesmente amo romances de época. Gosto de histórias assim, em que o amor entre os personagens começa de uma maneira bem pequena, bem tímida e se transforma em uma coisa avassaladora, que eles não conseguem resistir, acho muito mais crível dessa maneira. Adorei os quotes que vocÊs colocou ao decorrer da resenha!
    Beijos.
    http://arsenaldeideiasblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  16. Oi Ana, sei muito bem o que é isso, a Sarah realmente surpreende. Já li o primeiro livro e amei. Sobre esse segundo livro, confesso que fiquei um pouco confusa com o que você escreveu, acho que é porque a história é realmente dinâmica. Mesmo assim, fiquei curiosa sobre os pontos que você falou no último paragrafo, acho que irei gostar bastante da história. Sem falar nessa capa lindissima, a editora arrasou. Dica novamente anotada.

    Beijos
    http://ventoliterario.blogspot

    ResponderExcluir
  17. Oii Ana, tudo bem? Gostei muito da sua resenha! Ficou ótima :D Esse livro chegou hoje para mim e mal posso esperar para começar a leitura! Assim que tiver um tempinho farei isso. Eu simplesmente ameeei o Nove Regras! Espero amar esse também :D Ansiosa para conhecer melhor o Nick!

    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Olá Ana =)
    O nome do livro já é de esquentar o coração.
    Gostei bastante da resenha. E as citações do livro, mostra que não é um livro com uma linguagem difícil como muitos romance de época. Não li nenhum da trilogia. Pelo jeitos são livro independentes. Gostei bastante de saber que os personagem são bem construídos e o romance não é amor a primeira vista. Você fez eu me interessar por este livro. Beijinhos'

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras