O ano em que te conheci - Cecilia Ahern

17/10/2016

Bem-vindos ao mundo imperfeito de Jasmine e Matt.
Vizinhos, eles não têm o menor interesse em tornarem-se amigos e nunca haviam se falado antes. Estavam sempre ocupados demais com suas carreiras para manter qualquer tipo de contato.
Jasmine, mesmo sem nunca tê-lo encontrado, tem motivos para não suportar Matt.
Ambos estão em uma licença forçada do trabalho e sofrendo com seus dramas familiares. Eles precisam de ajuda. 
Na véspera de Ano-Novo, os olhares de Jasmine e Matt se encontram de forma inusitada pela primeira vez. Eles têm muito tempo livre e precisam rever seus conceitos para poder seguir em frente.
Conforme as estações do ano passam, uma amizade improvável lentamente começa a florescer.
Uma história dramática, original e divertida como só Cecelia Ahern é capaz de escrever.


**********

Olá, pessoal! Como andam as leituras? Confesso que por aqui andaram meio devagar, já que uma série de acontecimentos andaram invadindo minha vida, mas isso é assunto pra outro post!

Bem, chegou às minhas mãos mais um livro da Cecilia, e confesso, gosto muito da escrita dela, mas andei me decepcionando com ela depois que li o livro A Lista. Mas sempre darei uma nova chance a ela, afinal, ela tem muitas qualidades como escritora. 

O ano em que te conheci, começa com a nossa personagem principal, Jasmine, perdendo seu emprego para seu próprio sócio. Não bastando isso, ela entra em uma licença de 12 meses, em que não poderá trabalhar para nenhuma outra empresa, já que seu antigo sócio ( e amigo) quer preservar os dons dela para não ter seu negócio ameaçado.

Jasmine começa então sua dura tarefa de ficar em casa. Entre suas principais atividades, está a de finalmente dar um jeito em seu jardim. Eis que conhecemos Matt, o vizinho odioso de Jasmine. Matt é um pai bêbado, que foi largado pela mulher e que - vejam só - também foi demitido. Temos então dois vizinhos que não têm a mínima noção do que fazer com suas vidas.

Dr. J, o vizinho deles, entrega uma chave para Jasmine da casa de Matt, uma vez que ele vive perdendo as chaves, ela poderia socorrê-lo nas horas de bebedeira. Tudo ficaria bem, se não fosse o fato de ela detestá-lo sem ao menos nem saber por quê. 

O livro se desenrola devagar.... é narrado em primeira pessoa e não possui muitos diálogos, o que torna a leitura não muito fluida.

Resultado de imagem para o ano em que te conheci

Não quero dar spoilers, então vou dizer que trata-se sim de uma história linda sobre amizades e muitos - mas muitos mesmo - conflitos familiares. Ah, uma parte que achei fascinante e uma grande sacada da autora é a irmã de Jasmine, Heather, ter síndrome de down.... todas as cenas descritas quando essa personagem aparece são incríveis. 

Indico o livro pra quem está buscando um pouco de drama e emoção, mas que não crie grandes expectativas. Eu achei que o livro merecia uma continuação, achei que ele acabou muito repentinamente, ou seja, quando estava ficando ótimo, fim da história!

Por hoje é isso pessoal, até a próxima e boas leituras! 

Sou a Fabi.... blogueira, escritora e eterna sonhadora!

Que tal conferir também...

24 comentários

  1. Oi, tudo bom?
    Recebi os primeiros capítulos do livro, e adorei, mas ainda não concluí a leitura, mas pelo pouco que li, vi que muitos dramas familiares virão a tona, Espero concluir a leitura em breve.

    Bjux ;)
    entrelinhasalways.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Eu gostei da premissa do livro e pretendo ler, mas o que fico abismada como um autor consegue fazer um livro com poucos diálogos, para uma pessoa como eu que adora falar, fico um pouco incomodada. Mas como adoro dramas essa é uma dica que não posso deixar passar. Bjkas

    ResponderExcluir
  3. Olá,
    Li somente P.S. Eu te amo da autora e gostei muito da escrita dela.
    Ainda preciso ler algumas obras e essa está na minha lista de próximas leituras.
    Fiquei um pouco triste em saber que a obra é um pouco arrastada pelo fato de não haver muitos diálogos, mas gostei que trata sobre amizade e conflitos familiares.
    A capa é linda!!

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. apesar de não ter sido um livro para chorar como imaginei que seria a trama trouxe uma mensagem linda, como ja é característica da autora
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Realmente o livro é um pouco mais parado mas gosto da escrita da autora por este jeito dela de criar os dramas e trabalhar ele bem. Acho que o livro trata bastante esta questão da irmã da jasmine e achei a criação da amizade dela e do vizinho ótimas.

    Beijos,

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.blogandolivros.com

    ResponderExcluir
  6. Esse livro nunca chamou minha atenção, então não pretendia ler mesmo. Mas saber que não tem muitos diálogos foi o prego no caixão, eu não consigo gostar dos livros sem diálogos.

    Bjs.


    www.ciadoleitor.com

    ResponderExcluir
  7. Oii..
    Confesso que não fiquei com muita vontade de ler o livro a partir de sua resenha.. particularmente estou em um momento que livros "parados" não fazem o meu estilo. Só fiquei curiosa com a mãe de Jasmine, pois nunca tinha visto um livro onde a mãe tivesse Down, é sempre o filho.. achei essa sacada interessante, e se eu fosse ler o livro, provavelmente seria apenas por isso.

    https://livroslapiseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Olá!!!
    Eu adoro a escrita da autora, seus livros sempre me chamam muito a atenção, tanto pelas premissas quanto pelas capas, que são maravilhosas! O Ano Em Que Te Conheci possui uma história simples, mas há muita coisa a se aprender com ele, a personagem Heather, irmã de Jasmine, é uma pessoa incrível. Enfim o livro é divertido e nos faz torcer e refletir sobre tudo.

    ResponderExcluir
  9. Oi Fabi, tudo bem?

    Nunca li nada da Cecelia, mas tenho vontade, só que uma leitura devagar não é algo bom para o meu atual momento. Mas anotei a dica e adorei a resenha!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  10. Olá, esse ano minhas leituras foram um pouco devagar também, mas li bons livros e entre eles tive o prazer de conhecer a escrita da Cecilia, e já estou encanta por esse livro.
    A capa é linda, mas me desanimou o fato de ele ter um fim repentino. Mas não custa nada dar uma chance, né?
    Bjus e boas leituras

    ResponderExcluir
  11. Oi, também senti uma leve decepção com a lista e mão só com ele Simplesmente acontece também não me agradou muito, apesar de ter gostado das duas histórias no geral senti que faltou algo. Mas assim como você não consigo não dar mais chance para a autora pois amo sua escrita ela é minha campeã de favoritos.
    Pelo visto esse livro tem um toque todo Cecelia, e agora estou curiosa com a história e quero principalmente conhecer Matt, sua história e seus dramas, já me sinto compadecida dele. Preciso ler!

    ResponderExcluir
  12. Oi Fabi, espero que esteja tudo bem com você e que os acontecimentos que impediram você de ler mais não tenham sido graves.
    A Cecília é uma autora que morro de vontade ler as obras dela de tanto que o pessoal elogia sua escrita, comprei dois livros, porém ainda não os li. Como adoro histórias sobre amizade, trabalho com pessoas com deficiência e simplesmente sou apaixonadas pelas pessoas que têm Down, com certeza lerei este livro para saber como se dará a convivência desses dois protagonistas.

    Bjo
    Tânia Bueno

    ResponderExcluir

  13. Olá! Eu adoro essa autora e esse livro está aqui me aguardando para leitura. Eu adoro o modo como a Cecília nos faz entrar no coração dos personagens, como parece ter feito mais uma vez, nessa obra. Adoro compreender os dramas dos personagens e amo livros que falam sobre amizade! Se temos uma personagem com Síndrome de Down, acredito que vou gostar ainda mais, pois tenho uma pessoa na família e adoro o seu jeito. Valeu a dica!
    Beijos!

    Karla Samira
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Ola Fabi a capa é linda, o fato da narrativa ser um pouco mais lenta, me desanima um pouco, mas o fato de tratar de laços familiares me anima novamente. Com certeza irá para minha lista de leituras. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  15. Eu não consegui ler nenhum livro desta autora,acho que iniciei pelo livro errado,pois leio tantas resenhas positivas e emocionadas dos livros dela. Fiquei encantada com a sua resenha e acho que darei uma segunda chance a autora.

    bjssss

    ResponderExcluir
  16. Oiee ^^
    Eu gostei de todos os livros da autora que eu li até agora, mas fiquei um pouco decepcionada ao ver que "O ano em que te conheci" não tem uma leitura muito fluída, é uma pena. Mas fico feliz em saber que, ainda assim, é uma história bonita. Vou tentar não criar tantas expectativas \0/
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  17. Eu adoro os livros da autora, seus dramas sempre me comovem e me fazem derramar algumas lágrimas. Mesmo sendo uma leitura mais lenta eu estou muito ansiosa para conferir a trama. Faz tempo que não leio nada dessa autora. Pena saber que a obra não alcançou suas expectativas. :(
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  18. Também achei que o livro acabou quando estava ficando bom... Mas não sei se queria mais dele não, rs, não foi nada do que eu esperava, culpa minha, por não ler sinopses, procurava um romance arrebatador e encontrei uma história de amizade e autoconhecimento. Achei a presença da Heather uma das poucas coisas boas no livro, as cenas em que ela aparece são incríveis mesmo.

    ResponderExcluir
  19. Olá!
    Já tem algum tempo que tenho vontade de ler este livro, mas no momento estou optando por leituras mais leves. Fico feliz em saber que é um livro sobre amizade e conflitos familiares que são temas que gosto muito. É uma pena que a leitura não foi muito fluida para você, mas quero muito dar uma oportunidade para essa leitura.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  20. Oie!
    Tenho sentido falta de ler um livro dramático e com conflitos familiares, então imagino que esse livro seja super indicado pra esse meu momento.
    E ah! As minhas leituras tem fluído bem ultimamente =)
    Beijos

    ResponderExcluir
  21. Poxa, uma pena que o livro ficou deixando a desejar em alguns aspectos e deu essa sensação que merecia continuação, é bem complicado quando sentimos isso na leitura, que a história merecia mais exploração, merecia mais e não tem, sei bem como é, eu gosto muito da Ahern, li O Livro do Amanhã e amei, quero todos os livros dela, pois adorei a escrita dela e modo como conduz a história, tenho uma super curiosidade quanto a esse livro e achei linda a capa, uma das mais bonitas que a NC fez atualmente. Enfim, espero ter a oportunidade de ler em breve!

    http://www.daimaginacaoaescrita.com/

    ResponderExcluir
  22. Oii, gostei muito do Post, não conhecia o livro e fiquei interessada, pois falou sobre o fim ser imediato!!

    ResponderExcluir
  23. Oi Fabi!
    Essa foi minha primeira experiencia com a autora e gostei da história mas esperava bem mais! Achei muito enrolado mesmo, só comecei a curtir do meio pro fim, então concordo com você que quando finalmente tava ficando bom, acabou.
    Também concordo com que a Heather foi demais, ela foi o que mais gostei no livro!

    ResponderExcluir
  24. Eita que eu fiquei curiosa... Conheço de vista os outros trabalhos da autora, mas não li ainda nada dela (pelo menos não que eu lembre) Quem sabe esse pode ser um bom começo? Ultimamente li uns com a narrativa bem corrida, com uma escrita densa, acho que e outro ponto positivo dessa leitura agora.

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras