Rush sem Limites - Abbi Glines

14/10/2016

Rush sem limites conta a história de Paixão sem limites sob ponto de vista de Rush.
Rush merece sua reputação de bad boy. Com seus carros de luxo e sua mansão de três andares à beira-mar, o filho de um famoso astro do rock tem uma fila de garotas a seus pés. No entanto ele precisa apenas de duas pessoas para ser feliz: seu irmão postiço e melhor amigo Grant e sua meia-irmã Nan. Até que Blaire Wynn chega à cidade em sua velha caminhonete. A beleza angelical da garota do Alabama logo chama a atenção de Rush. Mas, por causa de um segredo de família, ele decide manter distância de Blaire. Mesmo que ela precise de sua ajuda. E mesmo que ela lhe desperte sentimentos desconhecidos.
Órfã de mãe e abandonada pelo pai, Blaire está sozinha no mundo – porém Rush entende que se aproximar dela pode destruir a vida da irmã, a quem protegeu desde que eram crianças. A relação secreta entre as duas e o ódio que Nan nutre por Blaire são mais do que bons motivos para Rush manter-se afastado. Só que ele não consegue. O desejo fala mais alto.
Depois do sucesso da trilogia Sem Limites, Abbi Glines leva os leitores de volta ao início dessa história de amor. Em Rush sem limites, você entrará na mente do bad boy que já conquistou milhões de fãs mundo afora.
" Esta não é uma história de amor comum. Na verdade, é tão complicada que nem chega a ser linda. Mas quando você é o filho bastardo do lendário baterista de uma das bandas de rock mais amadas do mundo, é de esperar que seus relacionamentos não sejam perfeitos." (pág. 09)
Quando você ama um personagem você não se importa nem um pouco de reviver novamente a história. E se importa menos ainda em meio que reler novamente se for pelo ponto de vista do seu personagem favorito. Dito isso, não preciso dizer a minha empolgação ao saber que a Abbi voltaria ao início de tudo e dividiria com a gente os pensamentos de Rush ao conhecer a Blaire.

Eu amo os meninos de Rosemary, adoro me transportar para esse maravilhoso local a cada livro, e mesmo me apaixonando por cada personagem um pouco mais a cada livro, Rush é o meu queridinho. Não sei se é essa coisa toda de bad boy filho de astro do rock ou se foi por ele ser o primeiro a ser apresentado na série, mas eu sou completamente apaixonada por ele. O amor é tanto que se eu tivesse escrito essa resenha antes vocês só veriam elogios ao personagem, ao livro, à Abbi... Ia ser uma rasgação de seda que só!


Rush está sim apaixonante. Ver o quanto ele tenta se afastar de Blaire - mesmo sem tentar taaaaannnto assim - e ver o quanto ela afeta seu mundo é incrível. Mas não vou mentir... Ele é o tipo de livro para quem gosta de acompanhar a história por todos os lados, é aquele tipo de livro para quem curte o estilo. É meio que um livro para fã. Digo isso porque se você esperar algo muito a mais pode achar o livro repetitivo dentro da série.
"  - Você nua na minha cama é ainda mais inacreditavelmente linda do que eu imaginei que seria... e você não sabe quanto eu já imaginei isso." (pág. 125)

Agora, se você é como eu que ficou apaixonada por Rush - mesmo quando ele é um grosso como aparenta ser no primeiro momento em que Blaire o conhece, Rush sem Limites é um verdadeiro presente. Abbi Glines volta ao começo da série Rosemary e conta como o casal se conheceu, dessa vez pelo ponto de vista do meu queridinho. É aquele tipo de livro que eu adoro pois posso ver o outro lado da história, o que o outro estava pensando e sentindo nos momentos que os dois passam. Claro que para quem é fã - tanto da autora como da série - e gosta de ter uma visão dos acontecimentos por outro ponto de vista, acaba ganhando algumas cenas no meio quando o casal está separado e isso, para mim é tipo um extra além dos pensamentos do personagem.

"  - Você acha mesmo que eu teria tocado Blaire se não soubesse de tudo isso? Acha que eu teria ameaçado a minha irmã por uma vagabunda qualquer? Não. Blaire não é mais uma garota para mim. Ela é a garota para mim. Ela. É. A garota." (pág. 137)

Apesar de adorar reviver o início dessa história, e mesmo sabendo que eles acabam acertando tudo e tendo o final feliz (ou o início dele), foi difícil não ficar super triste e com o coração ainda mais partido no final - que nesse caso não é nem um pouco feliz, assim como não é em Paixão sem Limites). Quando eu li pelo ponto de vista da Blaire eu quase gritei com ela, torcendo para que ela  parasse pois estaria destruindo o cara. Sentir junto com ele novamente essa dor foi realmente muito triste para o meu coração. O que só prova o motivo de eu ser tão apaixonada por essa série e pela Abbi, afinal, mesmo sabendo que não iria acabar assim, eu ainda me emocionei. Fui tocada mais uma vez pela maravilhosa escrita da autora, que conseguiu me deixar apreensiva junto com Rush enquanto ele não conta o segredo que sabe sobre Blaire, me deixou apaixonada ao ver como ele ama essa garota e me fez chorar novamente conforme foram chegando as últimas páginas.


Rush sem Limites é considerado como o livro #4 da série Sem Limites e o #6 na ordem geral da série. Na minha opinião, isso acontece porque o livro foi escrito bem depois do que outros livros da série - e foi publicado por aqui antes de Primeira Chance. Eu acho mais correto considerar ele como 1.5 por ser a mesma história do primeiro livro, com outro ponto de vista. Tanto que os dois acabam no mesmo ponto e o segundo - Tentação sem Limites - conta com a narrativa intercalada dos dois personagens e como eles estão lidando com a situação após o final desses livros. O caso é, se você já leu os livros da série, vale a pena voltar e rever o início de tudo. Se você não leu, vale a pena ler a visão dele antes de continuar os outros livros. Não importa quando você ler - o importante é que leia e se apaixone como eu!

Romântica incurável com um toque de Drama Queen. Sonhadora, teimosa e viciada em livros, afinal, se você não pode cair no mundo, viva através dos personagens! Criadora do blog Amores e Livros, ainda acredita que um dia será paga para ler! Facebook / Twitter / Instagram

Que tal conferir também...

22 comentários

  1. Eu também acho que o mais correto é considerar o livro como 1.5. Já li todos os livros, e é uma leitura bem fluida e rápida, a saga Rosemary Beach é muito envolvente. Parabéns pela resenha!!!

    ResponderExcluir
  2. Olá, eu vejo muitas opiniões controversas sobre essa série da autora, alguns amam, outros odeiam, rsrs.
    Bom saber que para você que faz parte do time dos que amam, é um bom livro. Eu gosto de ver diferentes pontos de vista, mas confesso que prefiro quando, por exemplo, em um romance, os dois pontos de vista são apresentados no mesmo livro.

    ResponderExcluir
  3. Oii Lica, tudo bem?
    Infelizmente dessa vez a obra em si não despertou meu interesse, não consigo me agradar desse tipo de leitura e nem de gênero, mas parabéns pela resenha e as fotos ficaram incríveis.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Olá! Então, não curto muito esse livro. Para os fãs deve ser uma leitura bem legal, mas não curto muito essas relações cheias de conflitos, patológicas sabe. DE todos os livros eu me interessei pelo o último, por seu uma história mais diferenciada, beijos!

    Entre Livros e Pergaminhos

    ResponderExcluir
  5. Confesso que não é um gênero que eu goste muito. Li bastante críticas sobre essa série, assim como também li bastante elogios, então fico na dúvida se realmente leio ou não. Sua resenha me fez querer da uma chance a ele, então assim que eu terminar alguns que tenho na fila, tentarei começar a lê-lo.

    http://www.literaturanews.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Eu simplesmente AMEI essa série.
    Deu até saudadinha agora... <3
    Parabéns pela resenha!!!

    #Ana Souza

    https://literakaos.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  7. OOi!
    EU AMOOOO ESSA SÉRIE! Não tem como não se apaixonar pelos habitantes de Rosemary! haha Rush Sem Limites eu ainda não li, mas como você disse, também acho muito melhor considerá-lo como 1.5. Estou lendo agora a história do Woods e da Della. <3 Amando também!

    ResponderExcluir
  8. Oi Lica, tudo bem?
    Eu adoro Paixão Sem Limites, é um livro que me conquistou desde a primeira página mas não gostei muito dos livros seguintes, incluindo Rush Sem Limites. Todos me parecem, até agora, muito parecidos um com o outro, seguindo a mesma fórmula de escrita e afins e isso me decepcionou bastante em relação a leitura. Porém recentemente li Kiro e Emily e me apaixonei pela história dos dois, até favoritei o livro que mesmo curtinho é um dos melhores volumes da série.
    Beijos!
    Por Livros Incríveis

    ResponderExcluir
  9. oi ^^
    menina eu nunca tinha lido nada da autora, fui ler começo do ano e não curti muito não. por isso no momento não leria nada dela, mas quem sabe mais pra frente.
    de qualquer forma gostei da resenha. Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  10. Oi
    vejo muita gente falando bem dessa autora e dessa série, mas não tenho vontade de ler. Mas acho que deve ser uma ótima leitura para os fãs do gênero também.
    Bjus

    ResponderExcluir
  11. Oi Lica, tudo jóia?
    Já li todos os livros. Gostei da série mas não é nada que me surpreenda, apesar da mocinha ter motivos que realmente a fizeram sofrer, não sendo tao superficial igual acontece em outras historias. Muito fácil de ler, leitura bem fluida e rápida. Esse livro também não me surpreendeu em nada, apesar de ter gostado. É sempre bom ver os dois lados da historia, pena que esse dele não traz nada de novo e diferente. Mas gosto da série. Já li todos, inclusive os dos outros personagens que fazem parte da estoria e todos são a mesma coisa. Bons mas não são empolgantes.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Morro de vontade de ler essa série, mas nunca sei a ordem hahaha Gosto de saber que é uma leitura fluída, pois amo livros assim, que leio num piscar de olhos.
    Beijos.
    http://arsenaldeideiasblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  13. Olá, você me pegou, quero conhecer o Rush! Ouço comentários positivos e controversos sobre a Série, não li porque parece infinita ai deixei em stand by na minha lista kk Ja ouvi que essa Nan é gente boa #SQN Mas agora quero saber da história e sabendo de um pov do mocinho me interessou mais, valeu pela dica e bjs

    ResponderExcluir
  14. Lica, também sou muito apaixonada nessa série.
    Abbi sabe como nos prender.
    Adorei ver as coisas pelo ponto de vista do Rush, fiquei ainda mais encantada e senti mais ainda o final vendo pelo lado dele ♥

    ResponderExcluir
  15. Oi Lica!
    Eu AMO Rosemary Beach e Rush Finlay! <3 Sou viciada nessa série maravilhosa e toda vez que lança um livro novo já estou querendo.
    Me apaixonei pela história de Blaire e Rush no primeiro livro e achei perfeito conhecer a história pelos olhos dele. Apesar de ter tudo para ser um personagem mimado e cheio de si, Rush é adorável demais, não tem como ficar imune a seu charme.
    Esse é, na minha opinião, um dos melhores livros da série (meu preferido ainda é Paixão sem Limites). Fico feliz que tenha gostado também! <3
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Confesso que não gostei muito do primeiro livro da série, mas sua resenha me fez até querer dar uma segunda chance!
    Quem sabe um dia! Haaha
    http://encontrosliterarioslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Acredita se eu disse que ainda não li nada da série. E acho quer vou continuar sem ler, não gosto muito desses romances. Apesar de ter um enredo interessante achei o livro muiito clichê e o personagem não chamou atenção.

    ResponderExcluir
  18. Oi Lica...
    Eu simplesmente AMO o Rush!!! Meu amor <3
    Concordo com você em relação a posição dos livros... ele faria mais sentido no 1,5... apesar que, eu o li antes de ler o do Wood, e confesso que o finalzinho me deixou meio perdida. Mas amei o livro mesmo revivendo tudo de novo!!

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  19. Diferente de você não gosto quando os autores lançam livros com a mesma história, mas com perspectiva diferente. Penso que poderiam ter lançado um livro só com as duas visões se complementando. Mas entendo e respeito sua visão de fã.
    Quando a arqueiro lançou esse livro, eu não solicitei em parceria. Pensei que não iria agregar nada de novo ao enredo como um todo. Mas confesso que talvez o compre e leia quando toda a série já estiver lançada e eu estiver com saudade desses personagens maravilhosos.
    Estou com os dois últimos lancados aqui em casa me esperando para ler, serão os primeiros de novembro :)
    Beijos

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
  20. Não tenho interesse em ler Rosemary Beach, a saga é grande demais e não curto muito o gênero. Mas mesmo se eu fosse ler, acho que não faria questão desse livro, sou o tipo de leitora que consideraria repetitivo. Mas que bom que matou as saudades, se apaixonou e até chorou de novo!

    ResponderExcluir
  21. Oi Lica, sua linda, tudo bem?
    Na verdade, eu gosto quando os livros trazem os dois lados, eu quero saber o que se passa na mente e no coração dos dois ao mesmo tempo. Por isso, não me incomodo nem um pouco de ler a versão de uma personagem da mesma história. E confesso que geralmente prefiro a visão masculina, por que será??? Risos.... Estou louca para ler toda a série. Sua resenha ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Sempre fiquei com um pé atrás em relação À essa série, não sei bem o motivo.
    Apesar disso, acho bem interessante esse mix em relação às séries da autora!
    De qualquer forma, assim como a Ju comentou acima, provavelmente acharia um pouco repetitivo...
    Ainda assim, parabéns pela resenha!
    Déia
    Own Mine

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras