Eva – Anna Carey

20/01/2015

A guerra dos sexos está apenas começando... No futuro, uma praga mortal aniquilou a população da terra. Homens e mulheres seguem segregados. Os meninos são mandados para campos de trabalho forçado. As meninas, para Escolas onde aprendem uma profissão chave na reconstrução mundial. Mas as aparências enganam... E Eva está prestes a descobrir que a verdade pode ser muito mais terrível do que o vírus que varreu seu país. Está prestes a descobrir que seu futuro pode ser mais parecido com a da primeira mulher a levar seu nome...

"Talvez eu realmente não queira saber o que está acontecendo.
Talvez eu prefira não saber. Talvez eu não suporte saber.
A Queda foi uma queda da inocência para o conhecimento."
- Margaret Arwood, O Conto da Aia
(folha de início)

Eu vi a capa de Eva a um bom tempo atrás, foi na época do lançamento americano e mesmo tendo achado ela legal, não dei muita importância. Depois, quando vi o anúncio de que a Galera tinha adquirido os direitos fiquei feliz e torcendo para que viesse logo. Minha torcida continua, agora para que venha logo os outros volumes da trilogia :)

O lançamento do livro foi em dezembro (de 2013) e demorou um tempo para ele chegar lá na livraria. Lembro que chegou somente dois e lá pelo final de janeiro de 2014. No mesmo dia que ele apareceu, eu o trouxe para casa e devorei... E sim, demorei para postar a resenha por aqui pois não sabia por onde começar. Na verdade eu ainda não sei. Mas estou aproveitando o anuncio de lançamento do segundo (Uma Vez) para colocar mais um livro na linha de resenhados.

"Ainda assim, não olhei para trás. Eu tinha de me afastar daquele prédio, daquele quarto, daquelas garotas com os olhos mortos.
Eu tinha de ir embora."
(pág. 28)

Eva é uma distopia... E vocês sabem a minha opinião sobre distopias não é mesmo? Agora, antes de mais nada, eu fiquei completamente encantada com a linha proposta por Anna Carey e toda essa questão de guerra dos sexos. Foi isso que me fez querer ler o livro e foi isso que me fez devorar e querer os outros dois.

Claro que todos os créditos precisam ser dados para a Anna Carey. Ela realmente soube como contar uma história que encantasse e que deixasse curiosa. Afinal, temos uma personagem principal que foi criada dentro de um pensamento totalmente diferente do nosso e que começa a descobrir que nem tudo o que ela sabe é verdade. Sim, isso acontece com todas as distopias, mas nessa, além de terem mentido sobre como as coisas realmente chegaram ao ponto em que estão, ela ainda está completamente errada em tudo o que diz respeito aos homens.

" - As vezes parece que tudo o que preciso saber eu não sei. E todas as coisas que sei estão completamente erradas."
(pág. 129)

Eva tem aquela coisa com ela de que os homens são perigosos, traiçoeiros e manipuladores e a única exceção é o Rei. Ele é o único homem digno de confiança. E aí, conforme ela descobre a verdade ela se vê na situação de ter que confiar em um homem – mesmo que seja um garoto da mesma faixa etária – para continuar sobrevivendo. O que você faria? Nesse ponto as dúvidas da Eva são super justificáveis, fazendo você querer saber mais como é que vai funcionar essa relação e o que realmente aconteceu e o que ainda vai acontecer.

O relacionamento entre Eva e Caleb é uma delícia de ler. E não por ser fofinho e tal... Ela foi criada desde os cinco anos para desprezar o sexo oposto e ele nunca teve contato com uma garota. Os dois tem opiniões formadas e ao se depararem com as ações de um e de outro vão se questionando (mais Eva é claro) sobre o que é verdade e o que não é. Se mentiram sobre tantas coisas podem ter mentido sobre os homens também não é? O livro é todo narrado pelo ponto de vista de Eva e eu gostaria muito de ver um pouco mais do que se passa na cabeça de Caleb – isso seria muito interessante e um jogo entre dois narradores seria um presente incrível em um dos próximos livros (eu não sei se isso acontece, só li o primeiro e não li nem resenhas dos outros dois volumes!)

"Uma lembrança fugaz dos anos de lições - a tolice de Julieta e Anna Karenina e Edna Pontellier - passou pela minha cabeça. Mas, pela primeira vez, eu soube:
Tudo que elas fizeram fora em troca de um momento. Era tudo bom demais para se perder."
(Pág. 260-261)

Eu sei, eu sei... Eu estou falando e falando e parece que não estou dizendo nada não é? Quem é fã de distopias sabe como funciona o esqueleto desse estilo de história e aposto que se ler pode encontrar alguns defeitos (ou até mesmo algumas partes mal exploradas). Não estou aqui para dizer que o livro é perfeito, nem nada do tipo. Mas vale lembrar que como toda trilogia, ainda tem bastante coisa para acontecer em mais dois livros. Agora, resumindo minha opinião sobre Eva é que ele é daqueles livros que quem quer começar a se aventurar pelo mundo da distopia ou que não é assim um super fã do estilo deve dar uma chance. Até porque eu que não sou tão fã assim de distopias curti  e indico a história.licavargas

Romântica incurável com um toque de Drama Queen. Sonhadora, teimosa e viciada em livros, afinal, se você não pode cair no mundo, viva através dos personagens! Criadora do blog Amores e Livros, ainda acredita que um dia será paga para ler! Facebook / Twitter / Instagram

Que tal conferir também...

26 comentários

  1. Olá! Amei a resenha, adoro livros que seguem nessa linha. Inicialmente me lembrou um pouco a trilogia Delírio, em que a personagem é criada dentro de um sistema e que aos poucos vai descobrindo que a verdade não é bem a que ela foi ensinada a acreditar. Fiquei bastante interessada nessa série e irei procurá-la, aproveitando que os dois primeiros volumes foram lançados.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Fiquei curiosa com essa segregação, mas confesso, não irá pro topo de minha lista amigas.... ótima resenha, falou falou e deixou o leitor sedento......
    beijos

    ResponderExcluir
  3. Confesso que não imaginava que esse livro era uma distopia. Pensei que se tratava de algo sobrenatural, mas, como me amarro em distopias, não teve problema. Em relação a trama, achei interessante essa "guerra dos sexos" e fiquei bastante curioso pra conhecer essa sociedade, mesmo sabendo que ele teve seus pontos fracos.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sabe que eu esqueci de comentar isso na resenha? Eu me apaixonei pela capa e também achei que era sobrenatural... na época nem sabia o que era distopia hahaha
      e como eu disse, mesmo com pontos fracos estou contando os dias para ler o segundo!

      Excluir
  4. Oii tudo bom?
    Não conhecia o livro, adoro histórias do tipo. Fiquei curioso com essa coisa de Guerra dos Sexos. ^^
    Um abraço
    Oficina do Leitor / Facebook

    ResponderExcluir
  5. Oie,esse livro sempre chamou minha atenção pela capa. Mas não sabia que se tratasse de uma distopia.
    Apesar de não ser muito fã do estilo,fiquei curiosa em conhecer a história. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Janaina... acho que você pode gostar. Quem lê muita distopia vai ser bem mais crítico com esse livro já que é um estilo bem explorado ultimamente... e como você também não sou muito fã e ainda assim amei!!!

      Excluir
  6. Sabe que minha prima leu toda essa distopia e me disse umas coisas negativas sobre o fim que ele tve, eu não cheguei a perguntar ... Mas lendo a sua resenha eu tive de novo uma vontade de ler esse livro, pois já estava de olho nele a um tempo, mas odeio a sensação de um tempo perdido quando leio um livro no final que não me agradou. Mas a sua resenha foi convincente e estou partindo para ler esse livro, bjs.

    ResponderExcluir
  7. Oi, tudo bom?
    Eu ainda não tinha ouvido falar do livro, parece ser bom, ainda não li nenhum distopia, mas pretendo ler assim que for possível, já tenho livro do gênero, esse parece ser legalzinho, mas por enquanto não pretendo ler.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  8. Minha experiência de leituras distópicas, se limita a Divergente, que por sinal, eu amei! Estou esperando a oportunidade de ler os outros volumes. Conheço Eva apenas pela capa, que particularmente adoro, acredito que essa seja a primeira resenha que leio a respeito da história. Como disse, minha experiência com distopias é bem pouca, mas eu gostei do gênero. Eva parece ter uma história boa.

    ResponderExcluir
  9. Eu amo distopias e é um dos meus gêneros favoritos. Esse primeiro livro deve ser bem legal e essa guerra do sexos é algo que nunca vi na vida. Sério, deve ser muito interessante.

    ResponderExcluir
  10. Ótima resenha, confesso que distopias não são minhas leituras favoritas. Achei a capa linda, vou incluir esse livro na minha lista de desejos, mas confesso que tem outros que eu prefiro ler na frente.

    ResponderExcluir
  11. A editora demorou muito com a continuação desse livro, sei lá, acabei desanimando e até esquecendo um pouco da trama. Li em uma época onde brotou várias outras trilogias com o mesmo tema e foram publicadas de modo mais ágil, acabei dando preferência a elas, algumas eu já até terminei, provavelmente, terei que ler esse novamente para ir para o segundo livro... e isso só vale por Caleb, #prontofalei hahaha

    beijos,

    Amy - Macchiato

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha ok Amy... o Caleb realmente vale a pena!!!!
      E concordo, houve muita demora no lançamento, principalmente por que só agora está vindo o segundo e nem tem previsão do terceiro.... o que é uma pena :(

      Excluir
  12. Eu vejo a capa desse livro em todo lugar que olho. Sério, parece que me persegue! Mas nunca parei pra ver do que se tratava, até agora. Gosto de distopias, então tenho quase certeza que esse livro vai me agradar. Confesso que quero ler porque fiquei curiosa com o relacionamento do Caleb e da Eva, parece ser bem diferente.

    Está na minha lista, é claro.

    ResponderExcluir
  13. Eu não sabia que esse livro era uma distopia, tipo, a capa parece mais de drama e fuga, sei lá, mas tudo menos distopia. Gostei da resenha, mas vou esperar resenhas dos outros livros.

    Abçs :)

    ResponderExcluir
  14. Olhando para a capa, nunca iria imaginar uma sinopse do tipo. Nem temática. Já de sinopse percebi a distopia. Eu não sou de ler tanta distopias. Mas quando pego, é incrível. Gostei do elogio que fez à autora. Gostei de Eva como protagonista. Mas o criamento e cenário parece triste. Ainda mais sendo ensinada a desprezar os outros. Distopias tem mesmo seus defeitos, como é uma inovação, as vezes o autor se perde.
    Bjs Lica.

    ResponderExcluir
  15. EU AMO DISTOPIAS. E essa me deixou incrivelmente curiosa e intrigada.
    Não conhecia ainda e, lendo sua resenha, fui ficando cada vez mais curiosa para conhecer.
    Também gostei muito dessa questão da guerra entre os sexos.
    Espero poder ler essa trilogia.
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  16. Capa bem bonita. Não tenho uma opinião formada sobre distopias ainda mas essa me pareceu boa, tem uma proposta diferente até. Fique bem interessada.

    ResponderExcluir
  17. Distopias sempre parecem ter a mesmo premissa pra mim, mas não deixam de me encantar e chamar minha curiosidade. Eu tava dando uma olhada no segundo livro dessa trilogia hoje, porque vi nos lançamentos e achei a capa lindissima, logo fui conferir umas resenhas do primeiro, e fiquei bastante curiosa pra ler. Também gostei dessa coisa da guerra do sexos, chamou minha atenção.

    ResponderExcluir
  18. Oi Lica!
    Eu também conheci esse livro quando foi lançado nos Estados Unidos, mas apesar de ter gostado da sinopse não cheguei a acompanhar quando ele chegou no Brasil. Eu também gostei da proposta da autora, pelo menos pela sinopse, e já li um juvenil dela que achei super divertido. Essa capa é muito bonita!
    Bjs

    ResponderExcluir
  19. Uma distopia um tanto quanto confusa, mas qual não é ?Rsss. Nao conhecia, nem sabia que tinha continuaçao. A capa é de tirar o folego de tão linda.

    ResponderExcluir
  20. Oii :}

    Como já disse, distopias sempre me chamam a atenção, e com essa não foi diferente .. Já tinha me apaixonado pela capa, e agora mais ainda pela história! Confesso que o que mais me deixou curiosa foi essa tal guerra dos sexos, acho que vou gostar!
    Bem, é diferente de tudo que já li, e acho que vale a pena tentar a leitura!!
    Bjs

    ResponderExcluir
  21. Oi :)
    Bom, eu adooooro distopias,então acho que vou gostar dessa ^^
    Essa guerra dos sexos me deixou curiosa, parece ser uma história muito boa.
    Além disso, eu amei essa capa *-*
    Beijo.
    Choque Literário

    ResponderExcluir
  22. Eu achei a capa de Uma Vez linda. Até comentei que ia procurar saber mais sobre a história e tem resenha do primeiro aqui... Gostei da ideia da autora e fiquei curiosa em como ela lidará com o relacionamento dos dois. Estou muito na onda de distopias, os últimos que li adorei, então esse entrou na lista também!!!!

    ResponderExcluir
  23. O que eu posso dizer se somente pela capa me apaixonei? Entrou pra lista , agora só esperar o dinheiro entrar rsrs
    Beijinhos!

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras