Ligeiramente Escandalosos – Mary Balogh

03/12/2015

imageFreyja Bedwyn é uma mulher diferente das outras damas da alta sociedade: impetuosa e decidida, ela preza a independência e a liberdade acima de qualquer coisa – até mesmo do amor.
Até que o destino lhe apresenta Joshua Moore, o marquês de Hallmare, um homem cheio de charme e mistério, dono de uma beleza estonteante e de uma reputação terrível. Quando ambos se encontram a caminho da pacata cidade de Bath, a química entre os dois é imediata.
Entre encontros e desencontros, conflitos e provocações, Joshua faz uma proposta inusitada: pede que Freyja finja ser sua noiva, para evitar que uma artimanha de sua tia o leve a se casar com a própria prima.
Para uma dupla que acha graça das convenções sociais, esta parece ser a oportunidade perfeita para se divertir. Mas a brincadeira acaba trazendo consequências inesperadas. Aos poucos, suas máscaras vão caindo e ambos se revelam pessoas bem diferentes do que aparentam.
Neste terceiro livro da série Os Bedwyns, Mary Balogh se aprofunda ainda mais nos segredos e desejos dessa família incomum e extremamente sensual.

Conheci os Bedwyns e a Mary em Ligeiramente Maliciosos. Adorei o estilo de escrita da autora, então é claro que Ligeiramente Escandalosos está na minha lista, assim como ainda pretendo ler Ligeiramente Casados. Estou adorando conhecer essa família, e confesso, estou esperando ansiosa a hora de conhecer a história do Duque *-*
“O marquês de Hallmere podia ter – e sem dúvida tinha – várias características desagradáveis, mas ao menos não era sem graça como os outros rapazes”. (pág. 43)
Freyja é uma mulher bem diferente de todas a sua volta, ela é aquele tipo de garota que não está nem ai para as convenções sociais da época e prefere fazer o que dá vontade do que seguir o que é exigido pelas normas da sociedade. E é assim que, ao ficar em uma hospedagem, onde os quartos não tem trancas e que mesmo assim ela resolve que irá dormir sozinha que ela tem o primeiro encontro com Joshua Moore.

É claro que no momento ela não sabe quem ele é, e mesmo não sendo o certo, ela acaba ajudando ele a se esconder. Esse é o primeiro contato do casal, mas o segundo e o terceiro não são menos interessantes. Então, quando surge a proposta de um falso noivado, é claro que a Freyja aceitaria o fingimento, afinal, isso seria a forma mais divertida de se passar o tempo.

O que eu acho mais interessante é que, mesmo tendo o mesmo tipo de relutância em assumir que ama (como aconteceu com a Judith) eu fiquei um pouquinho irritada nesse livro. Me parecia que a Freyja estava sendo orgulhosa demais e claro, teimosa demais. Mas foi só um pouquinho, nada que estragasse o brilho da leitura ou diminuísse minha vontade de continuar lendo.  Como a gente tem a narrativa intercalada entre os dois protagonistas, fica fácil perceber que os dois são perfeitos um para o outro e acho que me minha pequena irritação foi por que eu queria que o felizes para sempre chegasse logo...
"- (...) Não estou pronto para o casamento.
- Eu me pergunto - disse ela, ficando de pé - por que todo homem quando diz essas palavras parece acreditar fervorosamente nelas. E por que todo homem parece acreditar que é o primeiro a dizê-las?" (pág. 46)
Mais uma vez, o destaque maior para mim veio do Duque de Bewcastle... Gente, eu já achava isso no livro anterior, e agora, vendo algumas cenas dele mais família fiquei pensando em como o livro dele vai ser interessante. Só espero não estar criando expectativas demais, só que esse cara que comanda só com o olhar ou com um movimento de sobrancelha já me conquistou, não tem jeito. Contando os dias para o lançamento do livro dele!!!! E nem é o próximo ainda...rs

Por falar no duque... Foi legal ver momentos mais família nesse livro. Eu não li o primeiro livro, só o segundo e mesmo assim fiquei feliz em matar as saudades dos personagens anteriores e ver todos juntos interagindo é muito lindo. E como sempre, as crianças roubam a cena – destaque para Becky na biblioteca e todas as cenas com a Prue... Não tem como não se encantar com ela.
"- Viveremos para nos beijar novamente - brincou o marquês, erguendo as sobrancelhas e oferecendo o braço a ela.
- Só se eu estiver morta - assegurou ela, empinando o nariz e passando por ele a caminho da porta.
- Achei que estava acima desse clichê, coração - disse ele. - Mas espero sinceramente que não esteja falando sério. Eu não conseguiria aproveitar o beijo nessas circunstâncias... e você também não. Eu lamentaria terrivelmente por nós dois." (pág. 126)
Resumindo, Ligeiramente Escandalosos foi tudo o que eu esperava e talvez até um pouco mais. Somente agora estou realmente me rendendo aos romances de época e a Mary Balogh já entrou na minha lista de favoritos. A leitura foi rápida, divertida e ao mesmo tempo romântica. E mesmo sabendo que teria um felizes para sempre no final, foi incrível acompanhar a história entre Freyja e Joshua e impossível não me apaixonar por eles e pela família Bedwyns ainda mais.licavargas






A postagem era premiada, e dos 10 comentários o vencedor é...


Parabéns Ieda. Esperamos seus dados em amoreselivros@gmail.com 

Romântica incurável com um toque de Drama Queen. Sonhadora, teimosa e viciada em livros, afinal, se você não pode cair no mundo, viva através dos personagens! Criadora do blog Amores e Livros, ainda acredita que um dia será paga para ler! Facebook / Twitter / Instagram

Que tal conferir também...

10 comentários

  1. Oi Lica, vou confessar que apesar de nunca ter lido nenhum desses romances de época, eu já estou ficando de saco cheio dessas personagens. Sei lá, aprece que são todas iguais, o livro é de época, mas a garota é a frente de seu tempo e não se encaixa nos padrões mimimi blablabla... kkkk. O que mais me atrai nesses livros é de fato, a histórias da famílias, que é algo que realmente tem muito a ver com romances de época e só por isso, eu daria chance ao livro. Bjs

    ResponderExcluir
  2. Ooi, tudo bom?
    Nunca tinha ouvido falar nessa história, e confesso que fiquei bastante curiosa. Me lembrou um pouco o filme "A Proposta", já assistiu? Acho que seria a versão dessa história nas atualidades hahah Enfim, o livro vai para a minha lista gigante, mas vou tentar deixá-lo como prioridade.

    Beijos
    http://myliteraryparadise.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. até acho bacana uma protagonista independente e de personalidade forte, mas parece que ultimamente, todo romance histórico tem protagonistas com essas caracteristicas, e que encontram o cara fodão e bonitão, charmoso e 'bad reputation', ou que não quer se apegar a mulher alguma, mas que tem um bom coração, e se apaixonam... enfim.. pra mim, é outra história 'mais do mesmo'... ando buscando outro tipo de leitura no momento... tbm não li o livro anterior, e não conheço a escrita da autora...

    ResponderExcluir
  4. Oi Lica!
    Para mim a história de Freyja foi a melhor até agora, estou totalmente apaixonada pelo jeito despachado do Josh. Mas também estou cheia de expectativas pela história de Bewcastle, ele é uma personalidade incrível!
    Bjs!
    http://www.quemlesabeporque.com/

    ResponderExcluir
  5. Lica, ainda não tive a oportunidade de ler nada da Mary Balogh, mas sua resenha já atiçou minha curiosidade.
    Amo romances de época e esse parece ser mais um ótimo apesar de ter as criaturas que dão raivinha.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  6. Preciso dizer que esse livro já está na minha lista para 2016? Eu sou uma eterna apaixonada por romances de época e esse parece fazer exatamente meu estilo :)
    Sem contar essas capas maravilhosas e todas essas resenhas mega positivas que andam rolando por aí :)

    ResponderExcluir
  7. Historia bastante interessante e que atiça o interesse de qualquer leitor que é apaixonado por romances, principalmente de época.

    ResponderExcluir
  8. Oiee!
    Só li o primeiro livro dessa série e posso dizer que logo de início me apaixonei pela escrita da autora, nunca tinha lido nada dela e já aprovei.
    Sou louca por romances de época e quando a mocinha é teimosa e respondona me divirto muito. Sabia que o livro de Freyja seria muito bom, pois desde o primeiro ela já mostra que tem personalidade. Espero lê-lo em breve, assim como o anterior que ainda não li.
    Bjokas!

    ResponderExcluir
  9. Por enquanto só li Ligeiramente casados e AMEI! A Mary Balogh tb já entrou na minha lista de favoritos. Ainda não consegui ler o segundo nem o terceiro mas estou muito ansiosa. A Mary consegue escrever divertidamente, rapidamente e ainda com romance como vc falou!
    Em romances de época sempre sabemos que terá um final feliz mas mesmo assim queremos ler e ler e ler para saber o final! hahahahahaha
    As capas dessa série são maravilhosas!
    Vc sabe quantos livros serão ao todo?

    Um grande beijo!
    Laís N.

    ResponderExcluir
  10. Oiie
    Nossa, que bom que curtiu a leitura, não sou fã desse gênero mas parece ser uma boa dica para quem curte, vou indicar para algumas amigas haha

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras